Agropecuaria
FIV GARANTE QUALIDADE GENETICA E VALORIZAÇÃO DO REBANHO NO MS
Data da publicação: 20-11-2014 16:26:58
FIV garante qualidade genética e valorização do rebanho, afirma pecuarista de MS

A FIV, técnica de fertilização de óvulos em laboratório, com sêmen selecionado, tem garantido rentabilidade e avanços na genética do rebanho do produtor rural de Camapuã, Bruno Grubisich, que considera a técnica como um avanço quanto a biotecnologia e reprodução. Segundo o pecuarista, esta tecnologia permite ter maior precisão ao se multiplicar o rebanho. "A quantidade de informação é muito maior nos indivíduos replicados já que estes vêm de doadoras e reprodutores provados, fruto de um intenso trabalho de seleção, gerando, além de qualidade, uma maior padronização do rebanho" diz. O uso da biotecnologia é considerada essencial na produção dos reprodutores e para a evolução do plantel de Grubisich que, a cada safra, tem superado todas expectativas técnicas e comerciais. “Quando utilizada a FIV percebemos um claro salto evolutivo. Àquelas características como precocidade, fertilidade e ganho de peso que levavam três ou quatro gerações para serem efetivamente inseridos no rebanho agora acontecem em uma só ”, pontua. “Quando aplicamos a técnica em uma vacada que também é fruto do uso dessa tecnologia, os resultados são ainda melhores. Isso é potencializar a produção”, destaca o produtor rural de Camapuã e diretor presidente da Verdana Agropecuária. Com resultado bem sucedido em Mato Grosso do Sul o produtor rural passou a ampliar os investimentos no mercado da agropecuária e comercializar a genética conquistada. Para conseguir multiplicar e difundir esse agregado de seleção, decidiu fazer uso da ferramenta da produção in vitro de embriões a fim de aumentar o benefício de outros pecuaristas. Assim, Grubisich inova no mercado ao oferecer matrizes Puras de Origem – PO, com prenhez FIV de doadoras PO provadas. “Os produtores rurais passam a adquirir um produto duplo: a própria vaca e seu ventre, constituído de acasalamento dirigido, oriundo das matrizes do alto escalão, com touros líderes genéticos. Além de qualidade, adquiri-se maior variabilidade genética, que é bastante desejável em qualquer programa de seleção”, enfatiza. Depois de dez anos investindo em biotecnologia para o melhoramento da raça nelore, a Verdana Agropecuária se prepara para disponibilizar no mercado 150 matrizes nelore PO, com prenhez positiva sexada de embriões FIV, com o sexo dos progenies já definidios. A comercialização será em formato virtual, no dia 25 de novembro, às 21h.
Comentar desde tu Facebook