Cultura
PROFESSOR DIZ NO MS QUE E PRECISO REINVENTAR LICENCIATURA
Data da publicação: 01-09-2016 11:01:16
“É preciso reinventar a licenciatura”, diz professor da UnB durante encontro na UEMS

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) discutiu sobre as políticas educacionais do Estado, durante o 1° Encontro de Licenciaturas promovido pela UEMS. O evento contou com a presença do especialista em educação e professor da Universidade de Brasília (UnB), Pedro Demo, que defendeu a necessidade de “reinventar a licenciatura”, e da coordenadora de políticas da educação básica da Secretaria de Estado de Educação de MS, Fabiana Borges, em uma mesa redonda intermediada pela professora, Silvane Aparecida de Freitas.

Para Pedro Demo, a licenciatura, nos modelos que existe, não está funcionando.  “Os estudantes têm aula, prova e conteúdo, mas não aprendem. Então aí tem alguma esquizofrenia, hoje os licenciados não são profissionais, são tipicamente amadores. Mas não podemos colocar os problemas tão grandes que temos na escola só nas costas do professor, seria uma grande injustiça, contudo visivelmente não estamos conseguindo resolver as questões”, ressalta o professor, que também é consultor da SED/MS.

Demo destaca que a aprendizagem vem da procura pelo conhecimento, “talvez se pudesse fazer uma graduação com o espírito da pós-graduação, isto talvez pudesse mudar muita coisa, por isso seria preciso reinventar a licenciatura. A aprendizagem não está na aula, nunca esteve, mas a produção de conhecimento. A aprendizagem acontece se o estudante ler, pesquisar, elaborar, não dá para substituir isso. Pois a aprendizagem é sempre um gesto de autoria”.

A coordenadora de políticas da educação básica da Secretaria de Estado de Educação de MS, Fabiana Borges, falou sobre o Plano Estadual de Educação, das ações que vem sendo desenvolvidas e incentivou os acadêmicos a conhecer a política vigente, para que ela possa ser melhor aplicada. “Nós temos que estimular os alunos a construir esse processo de aprendizagem junto conosco. Tem que ter aquela sala de aula ‘barulhenta’, é uma sala de movimento, em que se expressa, se tira as suas dúvidas. E para isso as políticas que estão vigentes nos dão está liberdade, mas muitas vezes as pessoas não fazem uso justamente por falta de conhecimento, a falta de conhecimento da política que está vigente”, disse.

De acordo com o Pró-reitor de Ensino, João Mianutti, o evento é importante para unir as licenciaturas e discutir sobre temas comuns. “Possibilita uma discussão de assuntos de interesse comum, como, por exemplo, o estágio supervisionado, as políticas de educação para o Estado de Mato Grosso do Sul, entre outros aspectos. Além de podermos conversar sobre a política educacional do Estado, para a Universidade poder ter uma inserção maior”, ressalva.

 

I Encontro de Licenciaturas
O evento, que tem como tema os "Desafios Contemporâneos da Educação", conta com palestras, mesas redondas e minicursos.

Os participantes do I Encontro de Licenciaturas receberão um certificado de 20 horas de atividades. Os participantes dos minicursos receberão um certificado separado, de 8 horas, 6 horas, ou 4 horas.

O encontro é uma iniciativa dos coordenadores dos cursos de Licenciatura da UEMS de Dourados, em conjunto com a Pró Reitoria de Ensino (Proe). O I Encontro de Licenciaturas conta com o apoio da Secretaria de Educação de Dourados (Semed) e da Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul (SED).


Comentar desde tu Facebook