Cultura
Patas Arriba emociona a fronteira
Data da publicação: 18-01-2017 18:02:34
Espetáculo de dança atraiu excelente público no Parque dos Ervais

O Parque dos Ervais Aires Marques um dos espaços públicos mais frequentados na fronteira entre Ponta Porã (BR) e Pedro Juan Caballero (PY), foi palco do grandioso espetáculo de dança: “Patas Arribas-Fronteiras Imaginárias” nesta segunda-feira (16).

   O evento cultural foi realizado pela Prefeitura Municipal de Ponta Porã, com organização da Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã juntamente com o Coletivo Patas Arriba de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul e apoio da coordenação do Parque dos Ervais. 

  O Projeto Patas Arriba  baseado na obra do escritor uruguaio Eduardo Galeano, com Direção Artística e Coreografia de Rui Moreira e Produção Geral de Humanitas Arte e Cultura, foi contemplado com o Prêmio Klauss Vianna de Dança 2015 - Funarte/MinC (Ministério da Cultura) com circulação por cidades da Faixa de Fronteira com Bolívia, Argentina, Paraguai e Uruguai. 

Em Ponta Porã o evento teve inicio em grande estilo com a bela apresentação do músico douradense Rafael Deboleto, que atualmente reside na fronteira e interpretou peças através da Harpa, considerado instrumento símbolo da cultura fronteiriça.

            “Foi uma honra me apresentar em um espetáculo renomado, por meio de um evento que reuniu música e dança em espaço aberto para toda população. Ponta Porã está de parabéns em possibilitar evento em um espaço tão agradável como o Parque dos Ervais” elogiou Deboleto.

            O público que lotou as cadeiras disponíveis pela produção do espetáculo e o entorno do Parque dos Ervais, presenciou em seguida a belíssima apresentação do grupo de dançarinos do Coletivo Patas Arriba, que apresentou “PATAS ARRIBA – Fronteiras Imaginárias” que abrangeu uma região distanciada do corredor cultural das capitais e do litoral brasileiro, concebido para refletir sobre as questões sociais, geográficas e geopolíticas através da dança contemporânea. 

“Agradecemos ao apoio a Prefeitura de Ponta Porã pela excelente recepção e ao público que compareceu para prestigiar um espetáculo que talvez não seja comum à região, mas que existem pessoas ávidas para apreciar todos os tipos de manifestações culturais” disse Rui Moreira, diretor artístico.

A diretora Executiva do espetáculo, Marise Siqueira, destacou o público da fronteira que acompanhou todo espetáculo de forma atenta a cada movimento de Patas Arriba. “Ficamos felizes pela receptividade do público. O espetáculo que retrata a fronteira, sua rica diversidade cultural e observar o interesse do púbico é fascinante. Esperamos voltar mais vezes a Ponta Porã e Pedro Juan Caballero” salientou.

          

O presidente da Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã, Professor Hugo, agradeceu aos dançarinos e produção de Patas Arriba pelo maravilhoso espetáculo oferecido à população da fronteira.

“Foi o primeiro de vários eventos previstos para o Parque dos Ervais, que hoje conta com uma equipe técnica em sua coordenação que possibilitará espetáculos de qualidade a toda população” disse Hugo, ressaltando que “estamos felizes pelo bom público que compareceu ao evento que foi definido com apenas uma semana da gestão do prefeito Hélio Peluffo, que apoiou a iniciativa como forma de oferecer a nossa população atividades culturais que possibilitem a melhoria da qualidade de vida do cidadão”.   

A turnê, que contou ainda com aulas abertas à comunidade, através de um work shop no Balletl Morgana Zanin em Ponta Porã, possibilita a discussão da identidade latina que une os povos dos países envolvidos, mas que cria uma linguagem diferente das outras cidades brasileiras, por reunir culturas separadas por linhas quase imaginárias. Mesmo acontecendo no Brasil, também serão convidados os habitantes do país vizinho (Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai) de cada uma das cidades contempladas.


Comentar desde tu Facebook